Σύνδεση

Εγγραφή

Πλαίσιο χρήσης
101508 Τραγούδια, 245018 Ποιήματα, 28004 Μεταφράσεις, 26570 Αφιερώσεις
 

Como você me conhece pouco - 1700 Αναγνώσεις         
    

Στίχοι: Γιώργος Θεοφάνους
Μουσική: Γιώργος Θεοφάνους
Πρώτη εκτέλεση: Ευρυδίκη

Ναι, ναι ειμ’ εγώ που όταν πονάς
Διώχνω μακριά τα σκοτάδια
Ναι, ναι ειμ’ εγώ που όταν γελάς
Σε πλημμυρίζω με χάδια

Μη, μη με κοιτάς αίμα κυλάει
Απ’ τα μάτια που σου’ χω χαρίσει
Μη, μη με ρωτάς ξέρεις τι φταίει
Και δεν υπάρχει άλλη λύση

Μη, μη μ’ ακουμπάς σκόνη θα βρεις
Σε κάθε γωνιά του κορμιού μου
Αγάπη για δύο στο φτηνό πανδοχείο
Του βασανισμένου μυαλού μου

Μη, μη μου μιλάς όλο ζητάς
Κι όσο ζητάς εγώ δίνω
Ναι το ’πα ξανά μ’ αυτή τη φορά
Στ’ αλήθεια σ’ αφήνω

Πόσο λίγο με ξέρεις

Ναι, ναι ειμ’ εγώ που όταν πονάς
Διώχνω μακριά τα σκοτάδια
Ναι, ναι ειμ’ εγώ που όταν γελάς
Σε πλημμυρίζω με χάδια

Μη, μη με κοιτάς αίμα κυλάει
Απ’ τα μάτια που σου’ χω χαρίσει
Μη, μη με ρωτάς ξέρεις τι φταίει
Και δεν υπάρχει άλλη λύση

Μα δε θα κρυφτώ, απόψε θα βγω
Σαν ήλιος τη νύχτα να διώξω
Και μετά τη βροχή θα βγω το πρωί
Σαν τρελό ουράνιο τόξο

Ναι, ναι σ’ αγαπώ μα δεν μπορώ
Άλλο κοντά σου να μείνω
Ναι το ’πα ξανά μ’ αυτή τη φορά
Στ’ αλήθεια σ’ αφήνω


Letra: Yioryos Theofanous
Música: Yioryos Theofanous
Desempenho primeiro: Efrydiki

Sim, sim, quando você me machuca
Eu expulso para longe a escuridão
Sim, sim, quando eu sorrio
Eu inundo você com carícias

Não, não olhe para mim
Dos olhos que te deu carícias
Não, não me pergunte, você sabe o que é
E não há outra solução

Não, não toque poeira que você encontrará
Em cada canto do meu corpo
Amor para dois em uma pousada barata
Da minha mente atormentada

Não, não fale comigo tudo o que você pergunta
E enquanto você me perguntar, dou
Sim, novamente com esse tempo
Eu realmente deixo você ir

Quão pouco você me conhece

Sim, sim, quando você machuca
Eu expulso a escuridão
Sim, sim, quando eu ri
Eu inundo você com carícias

Não, não olhe para mim
Dos olhos que te deu
Não, não me pergunte, você sabe o que é
E não há outra solução

Mas não vou esconder, esta noite irei
Como um sol à noite para escapar
E depois da chuva eu vou sair de manhã
Como um arco-íris louco

Sim, sim, eu amo você, mas não posso
Mais perto de você ficar
Sim, novamente com esse tempo
Na verdade eu deixo você ir

   Marco Aurelio Funchal, Marco Aurelio Funchal © 30-12-2017 @ 14:34

Πρέπει να συνδεθείς για να μπορείς να καταχωρίσεις σχόλιο